terça-feira, 11 de junho de 2013

Mandamentos da cirurgia plástica sem riscos

Ficar atenta às ofertas milagrosas é importante 

 

 Fazer uma cirurgia plástica não é só deitar na mesa de cirurgia e acordar linda. Como todo processo cirúrgico, exige preparação e cuidados antes e durante a recuperação. A cirurgiã plástica Bárbara Machado, chefe da equipe médica da Clínica Ivo Pitanguy, dá algumas dicas para que a cirurgia plástica seja segura e sem riscos:

1) Desconfie de facilidades como cirurgias milagrosas em consultório com retorno imediato das atividades e preste atenção nos preços incoerentes com os procedimentos. Não existe mágica. Bons materiais e boa internação custam caro. Cirurgias com custo muito baixo também envolvem escolhas de materiais de qualidade questionável e internação em locais com instalações inadequadas. O que é barato pode sair caro.
2) Não existem novidades o tempo todo. Existem boas técnicas que, quando bem usadas, geram excelentes resultados. Não aceite simulações por computador para seu caso. Cada paciente terá um resultado diferente, ou seja o corpo humano tem sua própria resposta à cirurgia e escreverá a própria evolução.
3) Organize-se antes da operação para não ficar preocupada com assuntos ligados ao trabalho ou ao lar. Na recuperação, sua saúde é prioridade. Converse com o esposo ou companheiro, com pessoas da família com os quais precisa contar para ter certeza de que receberá o apoio necessário.
4) Reserve um tempo para o pós-operatório. Não é fácil trabalhar após cirurgias de médio porte e deve-se ter em mente que se pode ter alguma intercorrência que impeça de voltar ao trabalho muito rapidamente. Pode haver desconforto, dor e limitação social até pelo uso de cintas ou de manchas roxas no corpo dependendo da cirurgia. Além disso, haverá curativos e visitas a fisioterapeutas para drenagens e tratamento pós-operatório. Obedeça todas as recomendações feitas pelo médico. Por isso, respeite o período de recuperação; só tome analgésicos e anti-inflamatórios prescritos pelo médico, caso tenha algum desconforto; e evite a automedicação.
5) Informe-se sobre as restrições que envolvem cada etapa da operação e tenha certeza de sua decisão, principalmente se a cirurgia escolhida envolver uma cicatriz mais evidente ou permanente. Cicatrizes são definitivas. Não há como retirá-las embora se possa tentar uma melhora.
6) Compareça a todas as consultas de acompanhamento determinadas por seu cirurgião plástico e siga as recomendações à risca.

Fonte: Bolsa de Mulher

Arquivo do blog